Como se livrar de programas indesejáveis.

Este artigo foi criado por Helio Nunes dos Santos

É até comum não conseguirmos deletar vírus ou trojans que se instalaram no computador, mesmo sendo detectados e identificados. Mas isso não ocorre só com eles: há vários programas, especialmente barras de ferramentas, que são muito difíceis de serem desinstaladas.

Muitas vezes isso acontece por que eles estão sendo inicializados junto com o próprio Windows que, como forma de evitar que algum arquivo que esteja sendo feito seja deletado por engano antes de ser salvo, não permite que sejam apagados os programas que já estejam na memória do PC, sendo “rodados”.

A primeira tentativa, então, deve ser reiniciar o computador e entrar no Windows pelo Modo de Segurança: tecle repetidamente F8 (em alguns PC é a tecla F5) assim que começar o “boot” até surgir uma tela preta com um menu e selecione a opção “Modo de Segurança” usando para isso as teclas de setas (o mouse nessas alturas ainda está inoperante).

No Modo de Segurança, apenas o que for absolutamente indispensável para o Windows abrir é carregado na memória. Daí, como o programa indesejado está inativo, é possível deletá-lo.

Há casos porém, em que nem no Modo de Segurança se consegue apagar o “intruso”. E para resolver o problema existem vários aplicativos. Vários mostram realmente todos os programas que estão em execução, mas informando apenas os nomes dos arquivos, muitas vezes bem diferentes do nome do programa, o que dificulta saber qual apagar.

O que uso é recomendo é o Process Explorer. É gratuito, não é instalável no Windows e fornece uma relação completa de todos os processos abertos naquele momento, com detalhes que permitem identificar a qual aplicativo pertence.

O Process Explorer – A tela inicial do programa é esta abaixo:
Process Explorer

Numa explicação simplificada, os que aparecem sob fundo rosa, são processos que estão abertos, como os vários “serviços” do próprio Windows: os sob fundo cinza correspondem aos aplicativos em pleno uso, O com fundo vermelho, neste caso, é o HoverSnap, programa para captura de telas que está aberto, pronto para uso, mas aguardando que a tecla para captura seja acionada.

O que merece destaque são as informações que o Process Explorer fornece. Para vê-las – como na imagem abaixo, é só você colocar o ponteiro do mouse sobre o ícone (lado esquerdo) do programa:

Process Explorer

Isso fará surgir uma janelinha com fundo branco onde você tem todas as informações sobre o programa.

Configurações – O Process Explorer oferece várias opções de configuração. Mas sinceramente sugiro que deixe tudo como está, o que já permite a utilização do programa sem problemas. A não ser que conheça o suficiente do idioma inglês e de informática.

Como usar – É simples: clique no arquivo que quer deletar ou simplesmente fechar. Irá surgir um menu, veja:

Process Explorer

Para os que não forem experientes, sugiro que se limitem a usar apenas duas das opções: “Kill Process Tree” – que apenas fecha o aplicativo, sem no entanto deleta-lo (pode ser útil para que você veja as conseqüências, aem alterar seu funcionamento, que voltará ao normal quando o Windows for reiniciado), e o “Kill Process Del” – que irá deletar definitivamente o programa. Cuidado:Nunca use essa opção a não ser tenha absoluta certeza que se trata de fato do programa que deseja excluir.

Tamanho: 1.54 MB. O programa é compatível com as versões 32/64 bits do Windows 95/98/NT/2000/ME/XP/2003/Vista
Faça o download do Process Explorer

Bookmark the permalink.

Os comentários estão fechados